Sana Arte

Telefone

51 3028-7667

E-mail

sanaarte@sanaarte.com.br

WhatsApp

51 99654-2097

Home - Sana Arte

Arquitetura de Inclusão

Arquitetura de Inclusão

Nosso lar é espelho de nosso interior. Quando isso não ocorre, nossa saúde está comprometida.

É importante que o profissional seja capaz de acolher seus sentimentos além da Arquitetura. 

A Arq. e AT Marilice Costi há anos atua nesse nicho tão delicado

e tem experiência de vida familiar de mais de 40 anos.

Importante:

Não podemos mostrar imagens das muitas residências onde Marilice Costi atuou com inclusão, seja dos filhos ou dos idosos, seja dos familiares/cuidadores.

Houve lugares nos quais seu projeto incluiu o familiar e, em outros, incluiu a pessoa mais frágil, vulnerável, que pode ser filho(a), marido, neto(a), sua mãe ou pai idosos ou outro familiar em outras situações de fragilidade. 

Tais ambientes são muito íntimos e singulares e não obtivemos autorização dos contratantes para publicar imagens. Não se pode expor uma família. E isso é sempre respeitado. 

Confira abaixo um dos projetos solicitados pela mãe de uma pessoa com deficiência psicossocial.

 

Primeiros contatos

Marilice chegou ao apartamento ainda sem entender muito o pedido de organização de quadros feito pelo telefone. A família se mudara e a mãe, contratante, não sabia o que fazer com os mais de 30 quadros pintados pelo filho com deficiência. Onde colocar tantas obras? O apartamento de menos de aproximadamente 70 m2 (sala em L, dois quartos, dois sanitários, cozinha/área de serviços) já estava com a localização do mobiliário toda definida. 

Após conversar com a mãe, uma pessoa muito delicada, a arquiteta soube que ela tinha muito carinho por alguns quadros que eram de amigos queridos do casal. O problema era que seu filho vinha pintando um quadro atrás do outro com a imagem de todos os membros da família. Eram telas 30 x 20 cm, sempre em cores vibrantes e num estilo primitivo em cores básicas, primárias. 

Depois disso foi feita visita em todo o apartamento.

Para pensar o projeto

1. Cada pessoa tem a sua singularidade e seu modo de expressar controle, afetividade, comunicação..., seja por medo, paranoia, dificuldade afetiva, pessoas com transtorno podem ter diversos sintomas. Compreender as dificuldades do filho e valorizar sua expressividade era fundamental. Foi preciso acessar conhecimentos de Psicopatologia.  O filho era antissocial devido à sua patologia e não contribuiria. Tinha mais quadros em seu quarto, que mostrou à arquiteta. Apenas isso. 

2. Era importante reconhecer direitos de todos os moradores e entender do movimento da mãe, que era viúva, e do filho. Compreender a ocupação dos espaços no dia a dia de cada um. 

3.As obras foram recolhidas em um só lugar. Estavam na sala, atrás dos armários, no quarto do rapaz. Era preciso organizar de modo a não provocar cansaço e agitação em ninguém.

Era preciso dar espaço ao filho e à mãe.  Para tantos quadros, a área não seria pequena, mas era preciso definir limites, pois a ocupação total da casa estava sufocando emocionalmente a mãe. 

A mãe também solicitou a fixação de metais em paredes do banheiro e da cozinha.

 

O projeto

Foi proposto uma única parede na área social fosse para os quadros do filho para sua exposição permanente. Nessa parede foram feitos 36 furos e colocados os parafusos para apoio dos quadros. Quando essa parede estive completa com suas obras, ele teria que escolher quais quadros teriam que sair dali, ou para vender ou para dar a alguém.

Os demais quadros que tinham relação afetiva com a mãe seriam distribuídos para lhe dar bem-estar. Era preciso ter presente que a casa era da mãe, mas também ao filho seria preciso organizar.  "Ao olhar para o que nos dá boas lembranças alimentamos o coração" - disse Marilice.

 

E assim, foram feitos 48 furos com brocas em 5 horas, considerando-se o aquecimento das brocas e o tempo de marcação para localizar o ponto para o furo.

Gratidão

No final dos trabalhos, a arquiteta e seu funcionário foram recepcionados. Ao voltarem para a sala, havia uma bandeja com chá e bolachinhas. Para a arquiteta, que tem muita empatia com cuidadores, foi emocionante. 

"Poder auxiliar essa mãe me deixou muito feliz", diz Marilice Costi. "Cuidar de um filho com esquizofrenia durante mais de 40 anos merece muito respeito e valorização. Só quem tem filhos com dificuldades sabe medir exatamente a luta de uma mãe cuidadora com tanto amor no coração. Ela só tinha esta alternativa: permanecer cuidando de seu filho. Para auxiliar na organização, para isso existe também a arquitetura, para proporcionar bem-estar às pessoas nos ambientes."- afirmou Marilice.

 ___________________________

AGUARDE MAIS MATÉRIAS SOBRE ARQUTETURA DE INCLUSÃO.

Você sabe como organizar os seus ambientes para atender seu familiar, a quem cuida ou para acolher um cuidador?

Sua casa é preparada para o seu envelhecimento? E atende a quem cuida, às necessidades da família e inclui pessoas com deficiências psicossociais ou físicas?  Todos necessitam conforto, acolhimento, acessibilidade.

Como fazer quando o direito de um interfere do de outro? 

 

As etapas de vida alteram as nossas necessidades ambientais e essa mudança pode ser simplesmente organizacional. Corredores, calçadas e rampas, iluminação, cama adaptada, móveis protegidos, apoios em atividades e deslocamentos, sanitários com suportes e apoios, entre outras coisas, são  elementos que devem ser considerados. Nossos ambientes devem proporcionar o conforto necessário para que as atividades diárias possam ser feitas com autonomia ou, no mínimo, de forma facilitada e o mais segura possível para todos.

Cuidados ambientais não são só um direito de pessoas com deficiências, são seus também! 

Indicamos a Arquiteta Marilice Costi, com mestrado na área de conforto ambiental, com experiência em interiores com seu filho autista e sua familia. Orientou idosos e suas famílias, mães de pessoas com transtorno mental grave e muitos outros. Solicite seu contato aqui através de nosso site. Além disso, por ser arteterapeuta, terá habilidades maiores para lhe orientar em suas necessidades. 

SOLICITE mais informações ou agende conosco aqui

 

Galeria de Imagens

descrição

Newslleter

Cadastre-se e fique por dentro das novidades.

O que procura?

Digite no campo abaixo algum termo para iniciar a pesquisa.